terça-feira, 12 de agosto de 2008

Pai

Quem me conhece pessoalmente sabe do carinho que tenho pelo meu pai.
A minha relação com meu pai sempre foi especial. Acho que estamos interligados de alguma forma. Muitas vezes penso nele e o telefone toca, atendo e é ele falando que ligou só pra saber porque eu sumí (explicando que sumir pra ele é ficar sem nos comunicar por uns quatro dias).
Quando sonho com ele, no outro dia sempre acontece alguma coisa parecida com o sonho.
Muitas vezes ele fala que está querendo alguma coisa, tipo uma comida diferente, ou lembra de alguém e pouco depois eu chego na casa dele com os mesmíssimos assuntos. Ele e minha se entreolham e começam a rir.
É uma coisa meio estranha que não dá pra explicar com palavras, mas que acontece com muita frequência.
Algumas pessoas falam que somos "puxa saco", acho que é porque um defende o outro.
Na semana de meu casamento ele foi pro hospital quatro vezes, com sintomas de infarto e não tinha nada. Depois que a média ficou sabendo do casamento, ela deu ele um calmante e ele melhorou.

Coisas típicas de meu pai:
* Parece que tem uniforme diário: Só usa bermudas e camisas de góla pólo de cor clara. Se ele tiver de calça ou outra camisa é porque vai em casamento ou missa.
* Usa sandália aberta ou sapato esporte sem meias. Se tiver com outro é porque a ocasião exigiu.
* Gosta de cerveja (muita) e de ficar em bar conversando fiado. Sempre leva chocolate ou tira gosto pra nós, já que a gente não gosta de ir nesses "butecos", com exceção do meu irmão mais velho.
* Adora pescar, mas não está tendo muita oportunidade.
* Planta tudo quanto é árvore e ramo no quintal. Fica uma bagunça e ai de quem arrancar uma cebolinha ou folha de couve sem falar com ele. Tudo tem o jeito certo de mexer.
* É famíla, trabalhor e honesto.
* Não gosta de sair de casa. Gosta que as pessoas vão pra casa dele.
* Em casa, se não está no quintal, está deitado. O trajeto é cama, rede e sofá.
* Implica com a minha mãe o tempo todo. Sempre foi assim e sempre vai ser. Mas não sabe viver sem ela. Quando ela viaja ou sai ele fica triste, liga toda hora e fala nela de minuto a minuto. A gente finge que não repara que é pra ele não ficar constrangido.
* Não aprendeu a falar de sentimentos, teve uma criação muito rígida e tem uma cara de bravo. Mas é extramamente emotivo, fica disfarçando.
* Tem um coração gigante e é muito generoso. Vive tentando agradar as pessoas. Acho que a metade da cidade já ganhou um queijo ou um doce de leite.
* Adora crianças e elas também gostam dele. Também fica horas conversando com os idosos. Tem paciência com os mais velhos e com os mais novos.
* É muito conhecido pelas ligações "the flash". Ele lembra de uma pessoa e liga na mesma hora, a pessoa atende e ele fala assim: "Oi, tudo bem por aí? Então tá, tchau".
Nas primeiras vezes a gente estranha, depois se acostuma.

Esse é meu pai. Simples assim.

4 comentários:

Micho en el pais de las maravillas disse...

Eu choro a toa...ainda mais com o papo do pai.
Meu pai que é um cara especial, tinha vocação para tudo neste mundo menos para ser pai...
Então já viu né? eu sou carente!
Por isso amo meu sogro , fico filando o pai do Henrri e posso dizer que é lindo ter essa imagem bonita do pai.
Meu filho tem mais sorte que eu.

Edna Araújo disse...

Esse é o Zé Lino...
Falou tudo renata.
Taí gente boa, de coração grande!
Sempe que converso com ele lembro meu do meu pai, Douglas até chamou ele de vô qdo pequeno, achou parecido...
Quem conhece assina em baixo do que vc tá dizendo.
Dá um abraço nele.
Aliás este mês tem niver dele né?
Sempre lembro, faz niver no mesmo dia que meu pai faz.
Beijinhos.

ROBERTA disse...

Nossa que lindoooo!
Mto mto mto lindo mesmo amei o seu post homenagem ao seu pai rsrs...
Pessoas assim merecem SIM todo respeito amor e carinho

Bjos

Dr. Barboza disse...

Oi menina aqui é o Dr. Barboza, eles me chamam assim, adorei o que você escreveu sobre o seu pai, eu também sou pai, já me encontro, assim como o seu, no outono da vida, e tenho duas filhas Vivianne e Vanessa, que também se identificam comigo como se eu tivesse sido pai delas noutras vidas, em algum lugar do passado. Meus parabéns pela sua afinidade, amor e carinho pelo seu, ele vai fazer muita falta quando não lhe contar mais história, nem o que fez de manhã. Visite meu blog de poemas e poesias WWW.encontrodesonhos.blogspot.com