terça-feira, 17 de março de 2009

Bactérias



Nesta madrugada faleceu um primo segundo. Ele era irmão da Loló, uma prima-segunda tia madrinha e amiga muito querida.
Este primo estava com uma infecção em uma ferida do pé. Os antibióticos não curaram, foi se tratar no hospital (assim como o meu pai), só que juntamente com isso ele pegou uma pneumonia e a infecção foi para a corrente sanguínea. Teve duas paradas cardíacas e não resistiu.

Nessas horas eu fico em choque. Percebo o quanto somos mesmo frágeis, independente da idade. Como é que pode uma bacteriazinha, um serzinho aparentemente insignificante, minúsculo, completamente invisível a olho nú, fazer isso com uma pessoa jovem.

Fico triste, mas agradeço mais uma vez a Deus a oportunidade que papai está tendo de se tratar e de se curar. Talvez papai volta pra casa nessa semana. E que assim seja. Amém.

2 comentários:

Micho en el pais de las maravillas disse...

Renata, lamento pela perda do seu primo.
Estas coisas nos acordam para a realidade.
Nos fazem ver que a vida é agora que temos que fazer tanto e sempre da melhor forma.
Rezo todo dia por seu pai e logo ,logo ele estará em casa.
beijo

Eu Digo (Bettinha) disse...

Morte é sempre muito aterrorizante e quando é com alguém muito próximo e querido abala de verdade.
Somos seres fragéis, comandados por um Ser Maior e Divino, aonde só ele sabe o porque e quando as coisas acontecerão!

Fico feliz em saber que seu pai vai pra casa e está seguindo direitinho o tratamento.

Bjos pra vc